“Sentia-me inferior a todos os outros”

Uma jovem cheia de traumas, Viviane tinha problemas de autoestima, de ansiedade e nervosismo. “O que mais me afetava era mesmo a minha falta de autoconfiança. Cheguei ao ponto de andar na rua sem sequer olhar para os carros, porque via-me no reflexo e achava-me feia, por isso, andava sempre do lado da rua onde não houvesse carros, assim não teria de olhar para os vidros e ficar com vergonha de mim mesma.

Isto trazia-me muitos problemas, tanto familiares como a nível das amizades, pois não conseguia relacionar-me com os outros e nem fazer novas amizades, devido a achar-me inferior a todos.”

Foi a sentir-se o mais inferior dos seres e deprimida, que Viviane teve conhecimento do local onde a sua vida iria obter a transformação que ela tanto desejava, o Centro de Ajuda. “Depois de me livrar de todos os traumas, naquele momento tive a certeza absoluta, uma sensação incomparável, de que dali em diante não estaria mais só.  

A partir dali, a minha vida deu uma reviravolta e hoje consigo olhar-me ao espelho e não ver uma Viviane destruída, para além de também já conseguir comunicar com os outros. Posso dizer que sou uma pessoa confiante, determinada e capaz de realizar tudo o que me for apresentado nos meus caminhos”, garante a jovem que, hoje em dia procura ajudar outros jovens que sofrem ou que se encontram numa situação semelhante à que ela se encontrava!

Viviane Pinto

2019-02-28T15:53:54+00:00