Se identifica estes 22 sintomas você sofre de depressão e ansiedade

Fonte de Imagem: Adobe Stock

Depressão e ansiedade são duas condições diferentes, que possuem características, causas e tratamentos próprios, mas que também podem compartilhar sintomas em comum e, em alguns casos, até acometer ao mesmo tempo uma única pessoa, provocando um quadro chamado de transtorno depressivo ansioso.
O transtorno depressivo ansioso é um acometimento psiquiátrico que une sintomas das duas doenças, resultando em tristeza e preocupação constantes, e que afeta o convívio familiar, relacionamentos e trabalho do paciente.

Causas do transtorno depressivo ansioso

Assim como na maioria dos transtornos psíquicos, a depressão ansiosa não tem suas causas conhecidas pela medicina, mas acredita-se que é resultado de uma condição com base genética desencadeada por gatilhos específicos, como morte de parentes ou pessoas queridas, desemprego, problemas financeiros, baixa autoestima, entre outros.

O transtorno em um mesmo paciente pode ocorrer por dois caminhos: no primeiro, o quadro depressivo estimula o aparecimento da ansiedade. Já no segundo, a ansiedade propicia o surgimento da depressão.

Sintomas de depressão ansiosa

Por se tratar de uma doença caracterizada pela ca morbidade, ou seja, a presença de mais de um transtorno ao mesmo tempo, a pessoa pode apresentar tanto os sintomas de depressão, quanto o de ansiedade, que são:
• Alterações do apetite
• Alterações do sono
• Apatia e cansaço
• Aperto no peito
• Apreensão e desesperança
• Delírio
• Descontrole dos próprios pensamentos
• Diarreia
• Dificuldade de concentração
• Diminuição da libido
• Dor de barriga, nas costas ou no peito
• Fala exageradamente rápida
• Falta de ar
• Falta de concentração, prazer e vontade
• Inquietude
• Medo constante
• Nervosismo
• Perda de memória
• Preocupação exagerada
• Sensação de que algo ruim vai acontecer
• Mal-estar
• Tensão muscular
• Tontura
• Tristeza profunda

O tratamento da condição é o mesmo indicado para o caso de depressão ou ansiedade isolados, ou seja, é multidisciplinar e envolve uso de medicamentos prescritos e acompanhamento com psicólogo e psiquiatra.
A cura da depressão ansiosa pode ser temporária, o que significa que os transtornos podem se manifestar novamente algum dia. Poderá ser necessário, portanto, retomar o tratamento e prolongar o tempo de uso da medicação para evitar novas crises.

Como tratar?

O tratamento é importante de modo a que a depressão não se arraste e se agrave. Se os sintomas não forem reconhecidos como fazendo parte de uma doença, a avaliação negativa feita pelos outros tenderá a acentuar a fraca imagem pessoal e a reduzida autoestima. O suicídio é uma possibilidade que não deve ser esquecida e o tratamento é essencial para reduzir esse risco e permitir a cura. Existem diversos tratamentos possíveis para a depressão, porém, importa realizar um que lhe permita sair da depressão, de uma vez por todas. Venha receber a ajuda de que tanto necessita, pois nós podemos ajudá-lo. Contacte-nos pelo email: apoio@saindodadepressao.pt

Fonte: vix.com

 

Envie-nos a sua mensagem

Contactos

  • 218 368 008

  • apoio@saindodadepressao.pt

  • Rua Dr. José Espírito Santo, Nº 36
    Chelas, Lisboa