A maior causa de afastamentos em 2020

Fonte de Imagem: Adobe Stock

Incentivar mudanças no estilo de vida é essencial para combater o “mal” da próxima década de 20

Ritmo acelerado, prazos curtos para entregas, jornadas estendidas, pressão por resultados. Essas são situações que se têm tornado cada vez mais comuns na vida das pessoas; não é à toa que muita gente tem vindo a sofrer com efeitos físicos e mentais dessa “nova” rotina.

Diante deste cenário, a depressão deve ser o principal motivo de afastamentos por doença do trabalho em 2020. A aposta é da Organização Mundial da Saúde (OMS), que relata que cerca de 6% da população brasileira é diagnosticada com o problema – tornando o Brasil o país mais depressivo da América Latina.

Depressão desencadeada pelo trabalho

Diversos são os motivos que podem desencadear a depressão, incluindo o ambiente profissional. Já dentro do trabalho, a principal causa de depressão é a sensação de incapacidade para atender à demanda ou à função para qual a pessoa foi determinada, segundo uma pesquisa chinesa sobre a doença em empresas.

Outros fatores que afetam o bem-estar e desempenho no trabalho, afetando a saúde mental dos colaboradores, são: Jornadas de trabalho estendidas; Perceção de má chefia
Falta de tempo para se capacitar mais; Ausência de perspetiva de carreira; Assédio (sexual e moral); Mal-entendidos; Conflitos profissionais entre colaboradores; Pressão por resultados; Prazos de entrega curtos; Autocobrança.

De acordo com o estudo, as profissões que costumam apresentar maior taxa de depressão são aquelas de contato direto com o público, como vendedores e atendentes de telemarketing.

Além disso, é possível identificar o problema através de sinais aparentemente simples no dia a dia, que devem ser observados com atenção. Os principais sintomas da depressão no trabalho são: Desânimo; Desmotivação; Falta de iniciativa; Falta de energia, Improdutividade; Isolamento social; Dificuldade de concentração; Alterações no sono; Alterações no apetite; Irritabilidade; Mau-humor.

Infelizmente, o número crescente de casos tem sido uma realidade verdadeiramente alarmante, por isso, se desconfia que esteja a estiver a sofrer de depressão, alimentar pensamentos auto-destrutivos ou simplesmente necessitar de falar com alguém, procure o Centro de Ajuda mais próximo, pois estamos aqui para ajudá-lo. Ligue-nos para a nossa linha de atendimento gratuito 24h: 218 368 008 ou pelo whatsApp: 918 617 038.

Fonte: aminhavida.com.br

 

Envie-nos a sua mensagem

Contactos

  • 218 368 008

  • apoio@saindodadepressao.pt

  • Rua Dr. José Espírito Santo, Nº 36
    Chelas, Lisboa